O que é saúde vegetal e por que isso é importante?

Lagarta na soja

O ataque de pragas sobre a saúde vegetal gera perdas econômicas na ordem de bilhões de reais, principalmente em culturas de soja e milho. Por isso, é importante entender o que isso significa, quais são os principais riscos e principalmente como evitá-los.

Neste texto, esclarecemos as principais dúvidas sobre o tema e apresentamos alternativas para evitar ou minimizar danos à saúde vegetal. Confira:

O que é saúde vegetal?

Um organismo está saudável quando é capaz de exercer de maneira plena as suas atividades naturais. Logo, saúde vegetal é o estado no qual uma planta consegue crescer e se reproduzir perfeitamente.

Para permanecerem saudáveis, os vegetais devem resistir a situações de stress, lidar com as pragas e produzir hormônios que estimulem o seu desenvolvimento e a sua reprodução.

Porém, estas habilidades não estão restritas a eles, pois, entre os micro-organismos de solo, existem espécies que podem auxiliá-los na defesa contra pragas, na proteção contra diferentes formas de estresse e na promoção do crescimento vegetal.

As principais ameaças à saúde vegetal

Todos os seres vivos interagem entre si no seu habitat. Entretanto, algumas destas interações podem ser negativas, uma vez que um dos organismos se beneficia enquanto o outro é afetado.

Um exemplo bastante comum é o parasitismo, no qual um organismo (parasita) infecta e se apropria dos recursos de outro (hospedeiro). Em geral, esta interação negativa está associada às bactérias e aos fungos fitopatogênicos.

No entanto, não é só o parasitismo que afeta a saúde de uma planta. Isso também ocorre quando um organismo se alimenta diretamente de um vegetal, como, por exemplo, uma lagarta consumindo as folhas de uma planta.

Quando a interação negativa acontece, as plantas costumam apresentar manchas, necrose, podridão e queimaduras em seus tecidos, evidenciando a presença de organismos ameaçadores à saúde vegetal.

Muitas vezes, estes efeitos são tão drásticos que acabam matando a planta. Sem contar que uma mesma espécie vegetal está sujeita a várias pragas e doenças que ameaçam a sua saúde.

O microbioma e o combate às pragas agrícolas

Para evitar os efeitos danosos das pragas sobre a saúde vegetal, deve-se adotar práticas agrícolas adequadas para cada tipo de cultura, assim como medidas corretas de controle destes organismos prejudiciais.

Mais do que isso: é recomendado identificar as proteções naturais dos solos, ou seja, os micro-organismos capazes de controlar as pragas que ameaçam a saúde vegetal – no caso, os fungos e bactérias, que combatem nematoides e outras doenças.

Para conhecer melhor estes micro-organismos, que compõem o microbioma dos solos agrícolas e ajudam a manter a sanidade vegetal, é possível usar tecnologia avançada e fazer a análise genética do solo.

Neste sentido, a Biome4All recomenda a plataforma Agri-Analysis, que analisa o DNA de bactérias e fungos do solo e usa estes dados para estabelecer parâmetros de qualidade do solo, inferir produtividade agrícola e detectar riscos à biossegurança.

Entre em contato para saber mais!

Texto: Marcus Adonai Castro da Silva – cofundador da Biome4All